BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sábado, 28 de janeiro de 2012

Eliane Guedes e Ricardo Varella, promovem em sua casa o Encontro de Folia de Reis - Cabo Frio...

*CLIQUE EM CIMA DA IMAGEM PARA AMPLIAR
O casal Eliane Guedes e Ricardo Varella recebeu em sua casa amigos para um encontro de Folias, manifestações culturais mais populares do país: a Folia de Reis, festa religiosa de origem portuguesa, que chegou ao Brasil no século XVIII. O evento acontece no dia 14 de janeiro, a partir das 20 horas, e contou com vários personagens como os reis magos, o palhaço e os foliões, além dos mestres e contramestres, que dão andamento à festa.
*CLIQUE EM CIMA DA IMAGEM PARA AMPLIAR
Na tradição católica, o dia 6 de janeiro se refere à passagem bíblica em que Jesus foi visitado por reis magos, convertendo-se na tradicional visitação feita pelos três "Reis Magos", denominados Melchior, Baltasar e Gaspar, os quais passaram a ser referenciados como santos a partir do século VIII.

Fixado o nascimento de Jesus Cristo a 25 de dezembro, adotou-se a data da visitação dos Reis Magos como sendo uma das mais importantes datas comemorativas católicas. No Estado do Rio de Janeiro, os grupos realizam folias até o dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião, o padroeiro do Estado.


Em Cabo Frio, a Folia de Reis acontece desde 1965, com a chegada do mestre sanfoneiro Sebastião Margarida, nascido em Cardoso Moreira, e reúne crianças, adultos e idosos em um espetáculo de tradição e fé. A Folia contará com a participação dos grupos de Cabo Frio - Estrela D’ Alva (Praia do Siqueira, fundado em 1966) dos mestres Chiquinho e Sebastião, e São Cristóvão (fundado em 1984) do mestre Dercy - e de Arraial do Cabo - Estrela do Oriente, (fundado em 1981) do mestre Nilson Soares. A Folia contará também com o grupo Reis de Bois de Cabo Frio, do mestre Moisés Seno.


Segundo a tradição, os participantes são liderados pelo mestre da Folia, que conduz os foliões durante toda a festa, e carregam a bandeira ou andor do grupo, geralmente feita de madeira e enfeitada com motivos religiosos, representando a estrela de Belém, pela qual demonstram muito respeito. Instrumentos como viola, violão, sanfona, reco-reco, chocalho, cavaquinho, triângulo e pandeiro, entre outros, são tocados com maestria pelos participantes do grupo, que contam, inclusive, com crianças
Saiba mais sobre a Folia de Reis - No Brasil, a visitação das casas, que dura do final de dezembro até o dia de Reis, é feita por grupos organizados, muitos dos quais motivados por propósitos sociais e filantrópicos. Cada grupo, chamado em alguns lugares de Folia de Reis, em outros Terno de Reis, é composto por músicos tocando instrumentos, em sua maioria de confecção caseira e artesanal, como tambores, reco-reco, flauta e rabeca (espécie de violino rústico), além da tradicional viola caipira e do acordeão, também conhecida em certas regiões como sanfona, gaita ou pé-de-bode. Além dos músicos instrumentistas e cantores, o grupo muitas vezes compõe-se também de dançarinos, palhaços e outras figuras folclóricas devidamente caracterizadas segundo as lendas e tradições locais.
Canções - Em algumas regiões as canções de Reis são, por vezes, ininteligíveis, dado o “caos” sonoro produzido. Isto ocorre quase sempre porque o ritmo ganhou, ao longo do tempo, contornos de origens africanas com fortes batidas e com um clímax de entonação vocal. Contudo, um componente permanece imutável: a canção de chegada, onde o líder (ou Capitão) pede permissão ao dono da casa para entrar, e a canção da despedida, onde a Folia agradece as doações e a acolhida, e se despede
PARABÉNS PELO BELO ENCONTRO!!! NOTA 10!!!

0 comentários:

Postar um comentário