BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

domingo, 22 de abril de 2012

Carta da Terra e Dia Mundial do Planeta Terra...


 O que é a Carta da Terra? 

A Carta da Terra é uma síntese de valores, princípios e aspirações amplamente debatidos. Parte de uma visão integradora e holística, considerando a pobreza, a degradação ambiental, a injustiça social, os conflitos étnicos, a paz, a democracia e a crise espiritual como problemas interdependentes.
 
Como afirmam seus formuladores: “A Carta da Terra está concebida como uma declaração de princípios éticos fundamentais e como um roteiro prático, de significado duradouro, amplamente compartilhado por todos os povos. De forma similar à Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Carta da Terra será utilizada como um código universal de conduta para guiar os povos na direção de um futuro sustentável."
 
Foi aprovada no dia 14 de março de 2000 na Unesco, em Paris, depois de 8 anos de discussões em todos os continentes, envolvendo 46 países e mais de cem mil pessoas, desde escolas primárias, esquimós, indígenas da Austrália, do Canadá e do Brasil, entidades da sociedade civil, até grandes centros de pesquisa, entidades religiosas, universidades e empresas.
 
Alguns membros da Comissão de Redação: Mikhail Gorbachev (Rússia), Maurice Strong (Canadá), Paulo Freire e Leonardo Boff (Brasil), Princesa Basma Bint Talal (Jordânia), Madre Tessa Bielicki (Estados Unidos) e Mercedes Sosa (Argentina).

Princípios resumidos na Carta da Terra:
    1. Respeitar a Terra e a vida em toda a sua diversidade.
    2. Cuidar da comunidade da vida com compreensão, compaixão e amor.
    3. Construir sociedades democráticas que sejam justas, participativas, sustentáveis e pacíficas.
    4. Garantir as dádivas e a beleza da Terra para as atuais e as futuras gerações.
    5. Proteger e restaurar a integridade dos sistemas ecológicos da Terra, com especial preocupação pela diversidade biológica e pelos processos naturais que sustentam a vida.
    6. Prevenir o dano ao ambiente como o melhor método de proteção ambiental e, quando o conhecimento for limitado, assumir uma postura de precaução.
    7. Adotar padrões de produção, consumo e reprodução que protejam as capacidades regenerativas da Terra, os direitos humanos e o bem-estar comunitário.
    8. Avançar o estudo da sustentabilidade ecológica e promover a troca aberta e a ampla aplicação do conhecimento adquirido.
    9. Erradicar a pobreza como um imperativo ético, social e ambiental.
    10. Garantir que as atividades e instituições econômicas em todos os níveis promovam o desenvolvimento humano de forma eqüitativa e sustentável.
    11. Afirmar a igualdade e a eqüidade de gênero como pré-requisitos para o desenvolvimento sustentável e assegurar o acesso universal à educação, assistência de saúde e às oportunidades econômicas.
    12. Defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a viver em ambiente natural e social capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual, concedendo especial atenção aos direitos dos povos indígenas e minorias.
    13. Fortalecer as instituições democráticas em todos os níveis e proporcionar-lhes transparência e prestação de contas no exercício do governo, participação inclusiva na tomada de decisões e acesso à justiça.
    14. Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável.
    15. Tratar todos os seres vivos com respeito e consideração.
    16. Promover uma cultura de tolerância, não-violência e paz.
    Carta da Terra - Versão Integral
No dia 22 de abril, comemora-se o Dia do Planeta Terra.
A data foi criada em 1970 por Gaylord Nelson , senador
norte-americano e representou o primeiro protesto nacional contra a poluição.

0 comentários:

Postar um comentário