BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

segunda-feira, 30 de abril de 2012

VII Rio HarpFestiv​al - Música no Museu


No mês de   maio, o projeto Música   no Museu apresenta o VII Rio   HarpFestival,  um festival anual que reúne harpistas de   várias partes do mundo.



As apresentações são diárias   e  ocorrem em diversos centros culturais, pontos turísticos e museus   da cidade do Rio de Janeiro. Os estilos musicais apresentados são os mais   variados possíveis, rock, jazz, clássico, e   étnicos.

    Os lugares em que as apresentações acontecem são os mais variados, da Candelária ao Corcovado, Pavão/ Pavãozinho,  Centro Cultural Banco do Brasil entre outros,  todas as apresentações são gratuitas.

 Por conta da grande demanda de público, algumas vezes são necessárias apresentações extras. O público do evento é bem eclético também... É formado por adolescentesidosos, e várias classes sociais. 

A abertura será dia 1 de maio na Candelária, Centro, Rio de Janeiro, em grande estilo...

VII   RioHarpFestival

1 a 31 de Maio   2012

Consolidado na agenda cultural carioca, o   RioHarpFestival - Música no Museu -  chega a sua sétima  edição em   2012 , promovendo a sua habitual volta ao mundo em torno dos sons da harpa, um   dos mais antigos instrumentos musicais da História da Humanidade. O   RioHarpFestival já faz parte do circuito mundial da harpa.

Virão   harpistas de todas as partes do mundo: 25 países representados por nomes   da maior expressão, entre eles,    a  japonesa Kaori Otake   – vice-presidente  do Congresso Mundial de Harpas, Les Alizes - França,   Rita Costanzi -  Canadá,  Mário Falcão - Portugal, Marcella Carboni   - Itália, Silke Aichhorn – Alemanha, Benjamin Creighton - País de Gales    e que apesar da pouca idade -15 anos- já conquistou vários prêmios   e é considerada a grande revelação da harpa, no mundo; Ina Zdorovetchi -   Moldávia, Andrés Izmaylov– Estônia, Tajana  Vukelic  Peic da Croácia    e os Duos  Atlantic Harp Duo- Marta Power Luce – USA &   Elizabeth Jaxon – Tailândia,  The Duplets (Fraya Thomsen e Gillian   Fleetwood) da Irlanda, Remy van Kesteren, harpa e Merel Vercammen, violino -   Holanda ,   Labirinto, Chiara Pedrazzetti, harpa / Sean Lanigan ,   guitarra  da Suíça, Angela Madjarova, harpa / Natalia Gerakis,    flauta da Bulgária e Mariana Tudor, harpa e Ana Ghita, violino, da   Romênia além da novidade da harpa indiana, todos esses  ao lado   dos  mais importantes brasileiros.

No programa também   há a exaltação aos latino-americanos, como Marcela Méndez ,    Daniel Garcia e  Lucrecia Jancsa (1ª. harpista da Orquestra Nacional da   Argentina) - Argentina, Jorge Enrrique Corredor - Colômbia, Rosalía   López - Paraguai, Alfonzo  do Korocillo - Peru, Fabíola Harper - Chile,   Angel Toloso Moreno da Venezuela e Baltazar Juarez, Betuel   Ramirez , Kevin Zabdiel - México.


A abertura terá   programa duplo:

Dia 1º. de maio, às   16hs, na Igreja da Candelária, a Banda Sinfônica do Corpo de   Fuzileiros Navais, tendo  como solista a harpista Maria Célia Machado e   às 19hs ,no Teatro SESI , a Orquestra Brasileira de Harpas.
 
Serão mais   de 100 concertos, sendo 89 no Rio de Janeiro e 11 em outras cidades, todos   gratuitos e, além dos locais  tradicionais  de Música no Museu,   agregam-se os pontos turísticos principais do Rio de Janeiro : Ilha   Fiscal, Corcovado, Biblioteca Nacional, Forte de Copacabana, Igreja da Sé,   Igreja N.Sra. da Paz, Grande Templo-Sinagoga do Rio de Janeiro, Real   Gabinete Português de Leitura, Arquivo Nacional, Iate Clube do Rio de Janeiro,   Sociedade Hebraica, Paço Imperial, Centro Cultural do Banco do Brasil,   além do Museu da Favela, Pavão-Pavãozinho.  Chamamos a atenção,   também, para a apresentação do harpista Gustavo Beaklini,  no Parque das   Ruínas, com coreografia da  Escola Nacional de Circo e das harpistas do   Japão Kaori e Miya Otake que se apresentarão com “Os  Tambores do   Japão",  em outra coreografia diferente.


Expande-se também para   São Paulo, no Museu da Casa Brasileira, em Brasília, com Cristina de   Carvalho,  em Jaraguá do Sul - Santa Catarina ,  com Hélio   Leite e Gustavo Beaklini, em Belo Horizonte,  com o Duo Cecília Pacheco,   harpa e Helen Isolani,voz,Porto Alegre,   Museu da História da Medicina   e em Niterói, com a Orquestra    Rio Camerata, tendo como  solista a harpista Maria Célia   Machado.


O   programa completo está nos sites www.musicanomuseu.com.br e www.rioharpfestival.com.br



0 comentários:

Postar um comentário