BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

terça-feira, 8 de maio de 2012

08 de maio - Dia do Artista Plástico




Dia 08 de maio comemora-se o Dia do Artista Plástico. É uma data que as pessoas não celebram, não há divulgação, a maioria das pessoas, além de muitos artistas plásticos, nem lembram dela, mas ela existe. Com a intenção de não deixar esse dia passar totalmente em branco, e quem sabe, ser mais lembrado no próximo ano, resolvi escrever algumas linhas.


O Dia do Artista Plástico foi escolhido como uma homenagem ao pintor José Ferraz de Alencar Junior, nascido no dia 08 de maio de 1851, na cidade de Itu, estado de São Paulo. Almeida Junior teve uma carreira rica, estudou na Academia Imperial de Belas-Artes, onde foi aluno de Victor Meireles. Obteve, também, formação na Escola Superior de Belas-Artes de Paris e faleceu, tragicamente, no dia 13 de novembro de 1899, em Piracicaba-SP.
Foto: Obra de José Ferraz de Alencar Junior, "Caipira picando fumo" - óleo sobre tela, foi pintado em 1893 ew desde 1911, pertence ao acervo da pinacoteca do estado de São Paulo.  A obra mostrs on homem ligado à terra, sentado na madeira tosca com os pés descalços e a calça manchada.

Quais as recompensas de ser artista plástico, se vale a pena ou não exercer essa profissão? Bem, em primeiro lugar, considero que vale a pena ser o que a gente quer ser, fazer o que gosta, mesmo que isso seja menos ou mais lucrativo financeiramente. Acredito que o primordial da vida é ser feliz. Com certeza, passamos a maior parte da vida trabalhando, então, nada melhor que trabalhar em algo que nos dê prazer. Com prazer fica mais fácil o empenho e o conseqüente triunfo na nossa profissão, longe de ser um trabalho "mecânico", feito com o único objetivo de ganhar o salário do fim de mês. Por isso, vale a pena ser artista plástico.
Obter prazer trabalhando e colaborar com a vida cultural da cidade e região é sempre gratificante. Acredito que quando trabalhamos com amor, de forma séria, de forma profissional, podemos ter retorno em qualquer profissão. Não estou dizendo que é uma tarefa fácil. É preciso correr atrás, não ficar parado no tempo e no espaço, esperando as coisas acontecerem. É necessário ser uma pessoa ativa e, digo isso, referindo-me a qualquer profissão.
Fazer uso de seu tempo de forma consciente, não deixando, simplesmente, a vida passar. Trabalhar com arte é sempre empolgante. Nas artes, além do aspecto financeiro, existe a questão de comunicação, de conseguir uma resposta das outras pessoas, é possível transmitir sensações através da pintura. É possível, questionar, ensinar, provocar, revolucionar e fazer pensar. Sempre precisamos pensar.
Infelizmente, a profissão do artista plástico ainda não é regulamentada por lei, mas esse problema não é empecilho para nós, artistas plásticos, que acreditamos em nossa profissão. Felicito todos os artistas plásticos pela passagem de seu dia e agradeço todas aquelas pessoas que acreditam na arte. Uma vez ligado nas artes, o interruptor não apaga mais.
Em terras brasileiras, a lista de nomes que deixou (e que vem deixando!) sua marca artística pelo mundo é extensa e notável. O que dizer sobre as pinturas de bandeirinhas e casarios do modernista Alfredo Volpi; dos painéis gigantescos de Candido Portinari como o Guerra e Paz (presenteado à sede da ONU em Nova York); ou das obras de Tarcila do Amaral - que inaugurou o movimento antropofágico nas artes plásticas. São da série "patrimônio artístico nacional"!


Mais recentemente, outros tantos artista conquistaram top museus do mundo com suas obras coloridas e ousadas. Queridinho das celebs hollywoodianas, Romero Britto, ficou conhecido como a cara da arte pop brasileira com suas obras de estilo cubista, ultracoloridas e repletas de figuras geométricas. Já Beatriz Milhazes, ganhou fama com o mix de colagens, gravuras e pinturas de sua abstração geométrica e carnavalesca. Vik Muniz, por sua vez, ganhou visibilidade através de seus experimentos com novas mídias e materiais como, por exemplo, as duas réplicas detalhadas da Mona Lisa de Leonardo da Vinci: uma feita com geléia e outra com manteiga de amendoim.



E tem ainda Ana Bella Gaiger, Carlos Vergara, Hélio Oiticica, Adriana Varejão, Ernesto Neto, Cildo Meireles, Antonio Bokel, Maria Lynch, Gais... Enfim, mil e um artistas que merecem toda a homenagem do mundo nesse dia. Então, olha só AQUI a seleção de imagens das obras dessa turma que o Bolsa de Mulher preparou para vocês.

Um viva aos artistas plásticos!

"O POETA E O PINTOR "
A arte de escrever e pintar"

O poeta encanta escrevendo amor.
O pintor encanta, pintando amor.
O poeta e o pintor não têm diferença.
Cada um segue sua crença.
Acreditando em sua obra, mostrando
Em seus requisitos o que lhe é bonito.

Ambos fazem poesia, pintando e recitando..
O poeta escreve pintando a vida.
O pintor pinta fazendo poesia.
O poeta pinta seus sonhos.
O pintor cria sonhos aos olhos.

Na tela o pintor joga suas tintas
Para fazer de seus desenhos
O mundo mais colorido atraído.
Uma bela poesia saída do pincel.

No papel o poeta junta suas letras
Fazenda do poema e poesia.
Uma forma das pessoas
Viverem um pouco de fantasia.

O poeta e o pintor têm a mesma intenção
Em seus trabalhos jogar a poesia no coração.

O pintor ao deslizar o pincel,
Faz da poesia uma grande aquarela.
O poeta com seu escrever,
Faz de seu poema a tela mais linda de se ver!

Imagine agora, poeta e pintor,
Colocando em nosso mundo,
Um pouco de fantasia e cor.

Na tela ou na poesia!
Ambos passam a magia.
Ambos precisam de inspiração.
Ambos atingem a visão e o coração
Do leitor e do apreciador

Ambos são poetas...!
 

0 comentários:

Postar um comentário