BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Cabo Frio: Encontro da SEME em Tamoios reuniu mais de 400 pessoas

 
 
Mais de 400 pessoas se reuniram no Distrito de Tamoios para debater um assunto que tem sido grande preocupação entre as famílias: a violência entre jovens. O encontro aconteceu na Tenda PROVESC e contou com a presença de professores, alunos, famílias, além do tenente-coronel Samir Vaz, comandante do 25° Batalhão de Polícia Militar (BPM); do presidente do Conselho Tutelar, do superintendente da Guarda Municipal e equipe técnico-pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio (SEME).
 
Promovido pela SEME, por meio da Superintendência de Educação de Tamoios, a ação pretende sensibilizar e conscientizar as famílias sobre a importância do diálogo constante e acompanhamento da rotina dos filhos. Para o tenente-coronel Samir Vaz, os valores morais e éticos precisam ser resgatados no seio familiar.
 
 
 
 
– É preciso abraçar os nossos filhos antes que o mundo os abrace. Se queremos uma sociedade melhor é na família que temos que investir, pois ela é a base de tudo. É nela que se constrói o indivíduo. Educar é um exercício diário de repetições. Todos os dias precisamos repetir as mesmas orientações, os mesmos ensinamentos, sem nos cansar ou desistir. Mas, antes de tudo, precisamos ser exemplo para os nossos filhos.
 
O comandante trouxe para reflexão dados preocupantes. De acordo com ele o 25º BPM atende sete municípios. Em baixa temporada existe uma média de 500 mil habitantes, mas esse número pode chegar a 3 milhões na alta temporada. Para garantir a ordem pública esses sete municípios contam apenas com um efetivo de 843 policiais militares e 94 viaturas. Além disso, Samir reforça que a PM atua na consequência, entretanto, é a causa que devemos combater. Para tal, ele se prontifica a firmar parcerias para contribuir com a prevenção.
 
– Temos um programa que tem sido referência no país: O PROERD, que é um Programa Educacional de Resistência às Drogas da Polícia Militar. Acontece em parceria com as Secretarias Municipais de Educação de todos os estados do Brasil e agora podemos trazer para Cabo Frio também. Além desse programa, temos a Ronda Escolar, que ocorre em parceria com a Guarda Municipal, entre outros programas que podemos implementar aqui no município. Enfim, estamos dispostos a fazer tudo que está ao nosso alcance para ajudar – se comprometeu o tenente-coronel Samir, que aproveitou o momento para parabenizar a SEME pela preocupação com os jovens e ainda por ter conseguido mobilizar grande parte da sociedade para a reflexão.
 
 
 
 
Os gestores escolares presentes também fizeram ponderações importantes, como o uso de aparelhos celulares na escola e, principalmente, quanto ao uso das carteirinhas escolares.
 
– Muitos alunos não estão usando a carteirinha. Acontece que essa é uma ferramenta importante de controle tanto para a escola como principalmente para os pais. É nela que a família acompanha a frequência do aluno, os horários de entrada e saída, as notas, entre outras situações. Para a escola é mais um veículo de comunicação com a família, pois ali pode fazer anotações relevantes. Ela serve ainda de proteção para nossas crianças e adolescentes, pois identifica o aluno quando ele está fora da escola – explicou o diretor do Centro Educacional M. Prof.ª Marli Capp, professor João Roberto.
 
De acordo com a secretária de Educação, professora Elenice Martins, o momento agora é de sensibilização e conscientização da família para a onda de violência que atinge jovens de todo o país.
 
– Dentro das escolas são desenvolvidos diversos projetos com o objetivo de coibir as manifestações de violência. Mas o que temos presenciado são casos de intolerância sérios e fora do ambiente escolar, inclusive com o apoio dos pais – aqueles que deveriam ser os primeiros a atuar em favor de uma postura conciliadora. Por isso é que, antes de tudo, a escola precisa do apoio da comunidade escolar, dos pais e só dessa forma poderemos ajudar os nossos jovens – falou a secretária, em tom de apelo.
 
Seguem os dias em que outras escolas também terão o Encontro:
 

17/04 – E. M. Edith Castro dos Santos – Na escola – 18h
18/04 – E. M. Palmira Bessa de Figueiredo – Na escola – 18h
24/04 – E. M. Prof. Maria José Barroso e E. M. de Educ. Infantil Prof.ª Anita Teixeira da Silva – Na quadra do C. E. M. Prof.ª Marli Capp – 18h
25/04 – E. M. Prof.ª Maria José Barroso e
E. M. de Educação Infantil Prof.ª Anita Teixeira da Silva – Na quadra da E. M. Prof. Edith Castro dos Santos – 18h
26/04 – E. M. João Evangelista dos Santos – A confirmar – 18h
01/05 – E. M. Prof.ª Wanda Pereira Roque – Na escola – 18h
02/05 – E. M. Prof.ª Alitta Maria do Valle e
E. E. Mz. Francisca Nazareth de Souza – Na E. Agrícola M. Nilo Batista – 18h
03/05 – E. M. Justiniano de Souza – A confirmar – 18h
06/05 – E. Agrícola M. Nilo Batista – Na escola – 18h
07/05 – E. M. Luceléa Rodrigues da Costa – Na quadra da E. M. Prof. Edith Castro dos Santos – 18h
08/05 – E. M. Samburá – Na escola – 18h
09/05 – Creche Municipal Prof.ª Maria Quitéria da Costa Ribeiro – Na quadra do C. E. M. Prof.ª Marli Capp – 18h
10/05 – E. M. Prof.ª Ana Pereira Gonçalves – Na quadra do C. E. M. Prof.ª Marli Capp – 18h
 
Fonte:  Anneliese Lobo/PMCF

0 comentários:

Postar um comentário