BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Símbolos da Jornada Mundial da Juventude visitarão Cabo Frio

 
 
No dia 26 de maio a Cidade de Cabo Frio receberá a visita dos símbolos da JMJ, recepcionando jovens e todas as paróquias da região. Por ser uma das principais cidades do estado e exercer grande influencia econômica e cultural na região, o município foi escolhido para está visita.

No Centro Cultural São Judas Tadeu em Niterói, foi realizada a reunião de planejamento da Jornada, com a presença do Subsecretário de Ordem Pública Marcelo do Espírito Santo, do Secretário de Ciência e Tecnologia Marcos Carrerette, da Coordenadora Geral de Eventos Maria Cecilia Chalhoub e do Coronel Samir Vaz Lima, Comandante do 25° BPM.

Cabo Frio será uma das cidades que receberão peregrinos de todo mundo, participando da Jornada Mundial da Juventude que ocorrerá no Rio de Janeiro em Junho - um evento da Igreja Católica que reúne milhões de jovens de mais de 150 países, para um encontro com o Papa.

Símbolos da JMJ

A cruz da JMJ ficou conhecida por diversos nomes: Cruz do Ano Santo, Cruz do Jubileu, Cruz da JMJ, Cruz Peregrina, e muitos a chamam de Cruz dos Jovens porque ela foi entregue pelo Papa João Paulo II aos jovens para que a levassem por todo o mundo, a todos os lugares e a todo tempo.

A cruz de madeira de 3,8 metros foi construída e colocada como símbolo da fé católica, perto do altar principal na Basílica de São Pedro durante o Ano Santo da Redenção (Semana Santa de 1983 à Semana Santa de 1984). No final daquele ano, depois de fechar a Porta Santa, o Papa João Paulo II deu essa cruz como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade. Quem a recebeu, em nome de toda a juventude, foram os jovens do Centro Juvenil Internacional São Lourenço, em Roma.
 
 
 

Os jovens acolheram o desejo do Santo Padre. Desde 1984, a cruz da JMJ peregrinou pelo mundo, através da Europa, além da Cortina de Ferro, e para locais das Américas, Ásia, África e Austrália, estando presente em cada celebração internacional da Jornada Mundial da Juventude. Em 1994, a cruz começou um compromisso que, desde então, se tornou uma tradição: sua jornada anual pelas dioceses do país sede de cada JMJ internacional, como um meio de preparação espiritual para o grande evento.

Em 2003, o Papa João Paulo II deu aos jovens um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a cruz da JMJ: o ícone de Nossa Senhora, “Salus Populi Romani”, uma cópia contemporânea de um antigo e sagrado ícone encontrado na primeira e maior basílica para Maria a Mãe de Deus, no Ocidente, Santa Maria Maior. “Hoje eu confio a vocês... o ícone de Maria. De agora em diante, ele vai acompanhar as Jornadas Mundiais da Juventude, junto com a cruz. Contemplem a sua Mãe! Ele será um sinal da presença materna de Maria próxima aos jovens que são chamados, como o apóstolo João, a acolhê-la em suas vidas” (Roma, 18ª Jornada Mundial da Juventude, 2003).
 
Fonte: Aimée Barbosa/PMCF

0 comentários:

Postar um comentário