BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Alair Corrêa é entrevistado na rádio Estação 104 FM e afirma: “Cabo Frio está entrando nos eixos”


Aconteceu na manhã da última quinta feira, 16, uma entrevista com o Prefeito Alair Corrêa na rádio Estação 104 FM.
O Prefeito respondeu a várias perguntas formuladas por ouvintes, e muitas questões se referiam a uma possível demora em algumas ações da PMCF. Alair frisou que tudo deve ser feito dentro da lei, seguindo os trâmites prescritos. Ele lembrou que, em mandatos anteriores, ele cedeu á ânsia de atender o povo e tomar as providências de maneira imediata, o que lhe rendeu inúmeros problemas posteriores, até com relação ao registro de sua candidatura. Por isso, tudo agora está sendo feito obedecendo estritamente o prescrito na lei, e por isso demora mais.
O prefeito falou sobre os Cartões da Dignidade, e reafirmou que os cartões de passagem são geridos pela Secretaria de Transporte. De 29 de abril a 5 de maio 185 mil viagens foram pagas pelos cartões, demonstrando um maior deslocamento de pessoas que beneficia o comércio. Lembrou também da carência de duas horas do cartão, que permite diversas viagens dentro deste período por apenas o primeiro pagamento de 50 centavos, informando que 18 mil cartões já foram feitos.
Por 7 votos a 6 os vetos de Alair foram aprovados na Câmara, e o projeto saiu. Alair explicou os vetos a algumas emendas, dentre elas a que propunha gratuidade após 60 anos, que feria a Constituição Federal – a qual determina 65 anos.
Com relação às demissões, Alair frisou que a Prefeitura tem dinheiro, mas a Lei de Responsabilidade Fiscal só permite 54% de gastos com folha de pagamento. Por isso, críticas sobre ter recursos para alguns projetos e não ter para pagar pessoal, não procedem.
Reconheceu também que houve uma queda de popularidade da atual gestão recentemente, por conta da questão dos médicos no SUS e do PCCR, mas que, após as providências tomadas, os índices voltaram a níveis muito bons. Isso é resultado da boa gestão dos dinheiros públicos, pois seu governo pagou PCCR, dobrou alguns salários, e os eventos continuarão.
Reafirmou que Cabo Frio será novamente a cidade mais limpa do Brasil, inclusive com as 6 mil lixeiras espalhadas pela cidade, que não foram mantidas pela gestão anterior.
Na área do turismo, existe agora o Centro de Convenções, cinco hotéis em construção com mais oito previstos para ano que vem, além da ampliação do pátio do aeroporto que permitirá um maior tráfego de aeronaves. Empresários árabes e europeus investirão 5 bilhões de dólares em 10 anos em um novo empreendimento, cujas áreas já estão compradas. Já estão sendo implantados o Club Med, o Alphaville. Acabou a época em que os empresários gastavam mais dinheiro com os políticos do que com os empreendimentos. Segundo Alair, essa era a fama de Cabo Frio anteriormente. Agora basta que os empresários venham, disse ele.
Comentou a crise do sistema privado de saúde o qual, segundo Alair, era o responsável por uma sangria nos cofres públicos. Afirmou que, ao interromper esta sangria, este sistema quebrou. Mas a saúde pública vai muito bem, e supre as necessidades do município.
Alair afirmou que Cabo Frio já sofreu demais. Ele disse que não quer, ao final de 44 anos de vida pública, sujar sua história com um governo ruim. A população deve reclamar quando algo não for bem, que fiscalize seu trabalho e o oriente. Ele afirmou que está aberto ao debate, inclusive em redes sociais, e que está fazendo um governo transparente. Igualmente, disse que expõe suas propostas e não tem medo de debatê-las.
O Prefeito respondeu a vários outros pontos, com os principais tópicos seguindo abaixo:
Ameaças de flanelinhas:
 
“Os flanelinhas devem ser denunciados à Guarda Municipal, para coibir suas ações. Eles surgiram porque a Justiça interrompeu as atividades da empresa que fazia o serviço de estacionamento, devido às inúmeras irregularidades. A Prefeitura estuda novas licitações para outras firmas ou mesmo a instalação de parquímetros, com renda voltada a associações de amparo social. Pretendemos implantar a cobrança eletrônica, terceirizando o serviço em novos moldes e entregando a renda para associações beneficentes.”
Maria Joaquina – limpa fossa não funciona e associação de moradores reclama:
 
“Recursos já estão alocados, aguardando conclusão de projetos. Eu tenho compromisso com o local e sou grato a todos de lá. Muito da demora se deve aos trâmites legais, para que não se faça nada contra a lei.”
Melhorias para o Peró – invasões, cavalos na praia:
 
“Existe a Subprefeitura e animais soltos na rua ou invasões devem ser denunciadas imediatamente. Não só lá, como em qualquer local. A Prefeitura irá murar vários lotes para evitar depósito de entulhos e invasões. Ordem pública é prioridade e fazemos a nossa parte. É preciso que a população faça a parte que lhe cabe, também. A nova orla será feita, a Praça do Moinho será recuperada, mas o subprefeito foi deslocado para a Coordenadoria da Dignidade e uma nova pessoa será destacada para lá. Foi feito o Festival do Marisco e o carinho com o bairro continuará.”
Esgoto e entulho em Tamoios, que não foram atendidos:
 
“Novos equipamentos foram entregues e não há mais nenhuma razão para qualquer problema”
Violência em Cabo Frio:
 
“A Prefeitura convocará outras prefeituras da região e a Polícia Militar para uma tomada de posição. PM, Prefeituras e o Ministério Público se unirão para uma política de segurança na região.”
Salários com erro e outros problemas:
 
“Quaisquer erros serão pagos em folha suplementar, basta que o funcionário vá ao RH e mostre o valor errado.”
Obras no Parque Eldorado III:
 
“Vai ser implantada a Setorização da Dignidade. Será feito o manilhamento de esgoto, asfaltamento de ruas além da construção de banheiros e quartos nas casas mais carentes.”
Concessão de empresas de ônibus:
 
“O atendimento deve ser melhorado, e não simplesmente abrir para novas empresas desconhecidas. A atual tem quase cem anos de prestação de serviços.”

Fonte: Da Redação

0 comentários:

Postar um comentário