BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Números milionários



Se alguém ainda duvidava de que este tem sido um ano de ouro para o cinema brasileiro, os números do último fim de semana rebatem qualquer argumento. Avaliando-se só os filmes em cartaz, o clima é de festa. Em sua oitava semana nos cinemas, "Faroeste caboclo" alcançou a mítica marca de 1,5 milhão de espectadores. Enquanto isso, “Minha mãe é uma peça”, o grande sucesso da atual temporada, ultrapassou o número de 3,5 milhões de espectadores. Para complementar, “O concurso”, em sua estreia, ficou em terceiro lugar entre as bilheterias do fim de semana com respeitáveis 300 mil espectadores, mas com uma média de 830 espectadores por sala, superior à dos filmes que ficaram na sua frente entre os Dez Mais, “Meu malvado favorito 2” (800) e “Homem de Aço” (542).

Num ano que já forneceu ótimos números para “Somos tão jovens” (1,7 milhão) e “Vai que dá certo” (2,7 milhões), além do desempenho de arrasa-quarteirão de “De pernas pro ar 2”, com inacreditáveis 4,8 milhões de espectadores, a marca de um milhão de espectadores já não é tão rara quanto foi no ano passado. O mais entusiasmante é que, para o resto do segundo semestre, há estreias programadas que têm força para repetir as ótimas marcas da primeira metade do ano. Vêm aí “Se puder... dirija!", com Leandro Hassum e Barbara Paz, ”Casa da Mãe Joana 2“, com Hugo Carvana e Juliana Paes, ”Mato sem cachorro“, com Danilo Gentile e Leandra Leal, "Meu passado me condena”, com Fabio Porchat, e “Crô”, com Marcelo Serrado. Todos têm potencial de atrair milhões de espectadores e transformar 2013 num ano único para a produção nacional.

Já se pode dizer que o cinema brasileiro reencontrou o caminho do público. Falta reencontrar o caminho dos filmes de qualidade com maior pretensão artística que garantam o bom nome do país em festivais internacionais e diante da crítica.


0 comentários:

Postar um comentário