BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Dia 08 de Maio - Dia do Artista Plástico...

 
Ninguém pode negar que a Arte faz parte da vida. Aliás, a própria vida é uma Arte. Nesse contexto, eu Artista Plástico Carlos Ribeiro, parabenizo a todos os Artistas Plásticos tanto do Brasil quanto do mundo por transformarem o modo de como enxergamos as coisas. A cada dia nos tornamos espectadores do inédito e por isso levamos a arte estampada em nossas telas mas também em nosso coração! O BLOG CARLOS RIBEIRO, PARABENIZA TODOS OS MEUS AMIGOS ARTISTAS DE CABO FRIO, REGIÃO DOS LAGOS, RIO DE JANEIRO, BRASIL E DO MUNDO, FELICIDADES PELO NOSSO DIA.♥
 
Hoje é o dia do Artista Plástico!
 


Hoje é o Dia do Artista Plástico Brasileiro. A data foi escolhida em 1959, em homenagem ao pintor José Ferraz de Almeida Júnior (nascido em 8 de maio de 1850), um dos artistas brasileiros mais importantes do século XIX.
O Dia do Artista Plástico brasileiro é comemorado o 8 de maio, data de nascimento do José Ferraz de Almeida Júnior. Ele é considerado o mais brasileiro dos pintores do século XIX. Sua obra é importante pela temática regionalista e social, pela primeira vez abordada em arte naquele tempo. O trabalho de Almeida Júnior forma, juntamente com o de Aleijadinho e de Tarsila, um triângulo que sustenta todo o ideal nacional de uma arte genuinamente brasileira. Nasceu em Itu, São Paulo, em 8 de maio de 1850 e faleceu em Piracicaba no dia 13 de novembro de 1899.Foi um pintor e desenhista brasileiro da segunda metade do século XIX. É frequentemente aclamado pela historiografia como precursor da abordagem de temática regionalista, introduzindo assuntos até então inéditos na produção acadêmica brasileira: o amplo destaque conferido a personagens simples e anônimos e a fidedignidade com que retratou a cultura caipira, suprimindo a monumentalidade em voga no ensino artístico oficial em favor de um naturalismo. Foi certamente o pintor que melhor assimilou o legado do Realismo de Gustave Courbet e de Jean-François Millet, articulando-os ao compromisso da ideologia dos destaques parisienses e estabelecendo uma ponte entre o verismo intimista e a rigidez formal do academicismo, característica essa que o tornou bastante célebre ainda em vida. De forma semelhante, sua biografia é até hoje objeto de estudo, sendo de especial interesse as histórias e lendas relativas às circunstâncias que levaram ao seu assassinato: Almeida Júnior morreu apunhalado, vítima de um crime passional.

0 comentários:

Postar um comentário