BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sábado, 12 de julho de 2014

Elas perdoam: crianças deixam a dor de lado e aceitam "sonho" do 3º lugar...


Torcida animada após treino da Seleção confia na conquista do terceiro lugar (Foto: Chris Mussi)Torcida animada após treino da Seleção confia na conquista do terceiro lugar (Foto: Chris Mussi)


Mesmo com frio e chuva, torcedores mirins assistiram ao último treino da Seleção, e o clima é de animação para o terceiro lugar e esperança de título na Rússia, em 2018.
 
 
Faixa destaca que derrota é temporária (Foto: Chris Mussi)
 
 
Gritos, cartazes e muita festa. O semblante alegre que dava vida aos rostos dos torcedores que acompanharam o treino da Seleção na Granja Comary, em Teresópolis, nem de longe refletia o clima fúnebre que pairou sobre o Brasil nos últimos dias após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo. Mesmo debaixo de uma chuva fina e um frio de 10 °C, diversas crianças cantaram e incentivaram os jogadores durante a atividade.
 
 
Todas as que conversaram com o GloboEsporte.com mostraram gratidão pela campanha da Seleção e confiança para o Mundial na Rússia em 2018. Desejam muito a conquista do terceiro lugar, contra a Holanda, no jogo deste sábado, às 17h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

 
- Eu queria vir antes. A derrota não mudou em nada. As pessoas ganham, as pessoas perdem. O Brasil perdeu uma vez, mas ganhou várias. Gritei muito, fiquei feliz, é muita animação lá na lateral, tinha muita gente lá. Fiz umas amigas que também estavam lá para ver o David Luiz. Eu curti muito - disse Clarice, de 13 anos, que saiu de Niterói para acompanhar o treino.
 
 
Eles choraram, mas a dor passou. Pelo menos é o que garante Thiago, morador de Teresópolis, e que esteve presente nos treinamentos para dar força aos jogadores. 
 
 
 

A condição do futebol não muda o amor do país. Quem ama, ama. Uma das melhores lições que o ser humano pode ter é ganhar, perder e aprender a viver melhor
torcedor na Granja Comary
 
 

 
- Eles jogaram bem, eu espero que eles joguem bem com a Holanda pelo terceiro lugar. Chorei no dia do jogo, mas já passou. Esses jogadores merecem voltar para a próxima Copa -  afirmou Thiago, de 9 anos.
 
 
- Hoje foi a segunda vez que eu vim, ontem foi a primeira. Eu vim porque eu sou brasileira, não importa, perdendo ou ganhando. Eu chorei, mas já passou. Em 2002 eu assisti mas era muito pequena. Foi legal, ficamos lá cantando o hino e outras músicas, eu fiquei gritando o David Luiz e Júlio César - disse uma torcedora que também saiu de Niterói.

- Terceiro para nós vale muita coisa, a gente chegou até aqui, terceiro lugar ainda sobe no pódio - disse ela animada.
 
 
Torcedores perdoam derrota por 7 a 1 e querem vencer da Holanda (Foto: Chris Mussi)
 
 
- O que tinha que fazer já foi feito, não adianta. Eles já estão preparados. Depois do primeiro gol eles ficaram abalados, mas é normal isso. Temos que levar fé no que eles estão fazendo pela gente, o esporte faz parte do Brasil. 

 
Para o grupo, mesmo não tendo conquistado o título, o maior exemplo da Seleção comandada por Felipão é a união, amizade, força e fé em Deus.

 
- A gente vê que eles confiam plenamente em Deus, é uma fé inabalável.
 
 
- A condição do futebol não muda o amor do país. Quem ama, ama. Uma das melhores lições que o ser humano pode ter é ganhar, perder e aprender a viver melhor -  disse um torcedor.

 
Acompanhada da tia, Taynara, de 13 anos, foi ao treino para entregar uma carta a Oscar, autor do único gol contra a Alemanha na derrota por 7 a 1. Só de ter deixado o envelope com um dos membros da CBF, ela ficou muito feliz e fez questão de dizer o que escreveu ao jogador.

 
- Eu disse que sou muito fã dele, que ele é um bom jogador, que ele tem que saber que Deus está com ele e que a gente não ficou triste. Eu gosto muito dele. Disse que terão outras Copas e que ele vai jogar. Agora eles precisam levantar a cabeça e ir conquistar o terceiro lugar para o Brasil - disse ela emocionada.
 
Uma das responsáveis por dar vida aos bonecos do Hulk e do Fuleco que enfeitaram a cidade de Teresópolis ao longo do Mundial, a empresária Erika Guarilha compareceu à Granja Comary nesta sexta-feira com uma nova homenagem à Seleção. Se a taça de campeão não veio nos gramados, a artista plástica tratou criar uma de isopor para mostrar aos jogadores que o sonho do hexa continua.
 
 
- Os nossos jogadores merecem a taça, foram guerreiros, faltava pouco, mas não deu.  Acho que eles continuam merecendo a taça e vamos correr atrás do terceiro lugar, eles colocaram o Brasil entre os melhores do mundo, então, eles merecem, sim, o nosso orgulho, nosso carinho, estamos torcendo. E sabemos que daqui quatro anos tem a Rússia e quem sabe essa taça não vem para nós - disse Erika Guarilha, empresária de Teresópolis que esteve sempre apoiando a Seleção nos treinos na Granja Comary.
 
 
A Seleção se despediu de Teresópolis na tarde desta sexta-feira e seguiu rumo a Brasília, onde vai enfrentar a Holanda neste sábado, às 17h, no Mané Garrincha, na disputa pelo terceiro lugar. O técnico Felipão concederá entrevista coletiva já em Brasília.
 
Fonte: G1/região dos Lagos
 
 
 

 
 
 

0 comentários:

Postar um comentário