BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mocidade aposta em conceito empresarial para retomar protagonismo no carnaval...



Disposta a deixar pra trás a última década de desfiles, quando não conseguiu sequer ficar entre as seis primeiras colocadas do carnaval carioca, a Mocidade Indep...endente se prepara não só para fazer um desfile competitivo na Avenida, mas também para organizar-se como empresa e oferecer as melhores condições de trabalho para seus funcionários. O cenário fica claro em poucos minutos de visita no barracão. É possível ver todos uniformizados, com equipamentos de segurança e formalizados profissionalmente.

 
O trabalho começou com uma reforma não só física, mas também administrativa na verde e branco de Padre Miguel. Tal qual uma empresa, a escola tem hoje seus departamentos com funções bem definidas e trabalhando em cima de metas. O barracão foi totalmente reformado. Atualmente conta com dois almoxarifados. Um no primeiro andar, com materiais para a produção das alegorias. E outro no quarto andar, com os produtos responsáveis pela reprodução das fantasias. A parte administrativa também foi remodelada, assim como os banheiros, o refeitório, e as áreas de circulação comum do galpão, como escadas e recepção.


 
 
Ainda no quarto andar, uma novidade. Os ateliês são todos vazados. Ao invés de tapumes, grades para fazer o ar circular melhor e o ambiente de trabalho manter-se mais arejado. Nos meses de verão, o calor neste andar do barracão é muito forte. No teto, cabos de aço funcionarão como ‘’araras’’ para guardar as fantasias produzidas no local. Novas mesas serão usadas e as instalações elétricas ganharam manutenção. Todas as ações foram comandadas por Renato Pires e Marcelo Plácido, integrantes da comissão de carnaval e administrador e diretor de barracão respectivamente. Atualmente a escola conta com três profissionais para manter os quatro andares do barracão sempre limpos.
 

 
 
- Hoje a Mocidade funciona como uma empresa e a gente visa prevenir qualquer tipo de acidente com esses equipamentos. Dentro do barracão, vivenciamos um ambiente industrial. Trabalhamos com ferro, solda, madeira, produtos de limpeza, tinta, fibra. Muitas coisas que podem gerar um ferimento grave ou um problema de saúde em um de nossos funcionários. Trabalhamos com todo o equipamento de proteção individual: capacete, óculos, luva, protetor facial e bota. Isso faz com que o trabalhador se sinta seguro e valorizado – afirma Marcelo Plácido, lembrando também as quatro refeições diárias servidas para os trabalhadores.


 
 
Todos os funcionários da parte operacional usam uniforme especial para a função. Eles, assim como todos os outros, possuem a relação de trabalho formalizada com a Mocidade. Uma parte dos profissionais tem a carteira assinada diretamente pela escola, outra parte deles é cadastrada no MEI (Microempreendedor Individual), além de uma terceira parte que é registrada em empresas terceirizadas.
 
 
 
 
- Essa é uma premissa da administração da Mocidade. Quando chegamos aqui, encontramos a situação bem complicada para se administrar. Não havia controle de nada e ficava difícil saber quanto a escola tinha que pagar para determinado funcionário. Não se formalizava nada, era tudo apalavrado. A nossa proposta é justamente contrária a isso. Estamos organizando a escola como uma empresa, da forma que deve ser – explica Rodrigo Pacheco, porta-voz da agremiação.

Chassis Novos
 


 Outro ponto da reestruturação da escola para o carnaval foi a compra de novos chassis para as alegorias que irão para a Marquês de Sapucaí. De acordo com Marcelo Plácido, o chassi mais novo datava o ano de 1979, ano do primeiro título da Mocidade. O primeiro deles já está com a base pronta para receber a estrutura da alegoria. O segundo e o terceiro ficarão prontos em breve. Dentro do cronograma de trabalho traçado, a expectativa da comissão de carnaval é finalizar a produção de fantasias e alegorias na segunda quinzena de janeiro.
 
 


 Além do título de 1979, a Mocidade Independente de Padre Miguel conquistou o caneco em 1985, 1990, 1991 e 1996. Em 2015, tentará o sexto título de sua história com o enredo ‘’Se o Mundo fosse acabar, me diz o que faria se só lhe restasse um dia?’’, de autoria do carnavalesco Paulo Barros, que estreia na Estrela Guia da Zona Oeste. A agremiação será a terceira a desfilar no domingo de carnaval.
 
 
 
 

0 comentários:

Postar um comentário