BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

VERÃO CHEGOU PESSOAL!!!! 






Nesta terça-feira, às 2h48min do horário de Brasília, começou o verão no hemisfério sul da Terra. A data é conhecida como solstício de verão para quem está abaixo da linha do equador e solstício de inverno para quem vive no hemisfério Norte, quando a partir desta hora será inverno. Neste momento a Terra terá o hemisfério sul mais exposto a luz solar, com os raios de sol atingindo diretamente o planeta na altura do Trópico de Capricórnio, caracterizando o dia mais longo do ano para quem ao sul do paralelo Equador.





Maior incidência e intensidade de luz solar e dias mais longos são as características que marcam o verão e tornam período o mais quente do ano. Essas diferenças entre as estações se devem a inclinação do eixo terrestre e ao movimento de revolução, também conhecido como translação que é a volta do planeta ao redor do Sol. Caso um dos dois fatores não existissem, todos os dias do ano seriam parte de uma mesma estação, sem ciclos durante o ano.

A inclinação do eixo da Terra permanece sempre a mesma (23º,27') em relação ao plano da órbita ao redor do sol. Dessa forma, há momentos em que um dos hemisférios recebe mais luz que o outro, e momentos em que ambas metades do globo são iluminadas de forma equivalentes, os chamados equinócios - que marcam o início da primavera e do outono. Já os solstícios, como o desta terça-feira, significa "sol que não se mexe" porque quem o observa ao longo do ano a partir da Terra, verá que o sol chegará a um ponto máximo (mais próximo ao sul ou ao norte) para começar novamente a "andar" na direção oposta. De um modo simples, quem assiste o nascer do sol sempre do mesmo lugar verá que ele "muda de posição" ao longo do ano em relação ao horizonte, até chegar a um ponto que não avançará, que marca o solstício.
O solstício que marca o início do verão ocorre sempre próximo ao dia 21 de dezembro, mas variações na data são normais devido ao nosso calendário, que considera 365 dias como uma volta completa ao redor do sol, mas na verdade demoramos 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 48 segundos. Para compensar essa diferença, acrescentamos um dia a mais em fevereiro a cada quatro ano, o chamado ano bissexto.
- Além da revolução e da rotação, a Terra também faz outros movimentos, um deles, chamado de precessão dos equinócios, é bastante lento e se completa a cada 26 mil anos. Esse movimento consiste em um "balanço" ao longo da órbita e junto com as diferenças do calendário implicam nas mudança de datas para - explica o professor do Planetário de astronomia da Universidade Federal de Santa Catarina, Adolfo Stotz Neto.
Previsão do tempo
Apesar dos últimos dias chuvosos em Santa Catarina, as condições do tempo devem melhorar em todo o Estado a partir dessa terça-feira. As nuvens ainda devem predominar, mas haverá período de céu aberto em que o sol voltará a aparecer. Porém, à noite pancadas de chuvas devem ser comuns. Característica que deve marcar o verão sob efeito do El Niño.
Até março e principalmente nos meses de janeiro e fevereiro, os dias em território catarinense devem ser de calor e sol até o fim da tarde, com temperaturas superando com frequência a marca do 30ºC. À noite, tempestades de verão com grande quantidades de raios devem ser comuns no Litoral e mais intensas no Oeste.

0 comentários:

Postar um comentário