BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

domingo, 23 de abril de 2017


Dia 23 de Abril: Dia Nacional do Choro homenageia o aniversário de Pixinguinha...


Artista foi um dos grandes mestres da música brasileira.
Ele deixou um legado de inúmeros clássicos, como 'Carinhoso'
 
 


Vinte e três de abril, Dia de São Jorge, é também o Dia Nacional do Choro. Comemorada desde o ano 2000, a data homenageia o nascimento do carioca Pixinguinha, um dos grandes mestres da música brasileira. De acordo com os biógrafos Marília Trindade e Arthur de Oliveira, a certidão de batismo do músico atesta o ano de 1897 como a data correta de seu nascimento – nesta quarta (23) ele faria, portanto, 112 anos.

Ainda na infância, Alfredo da Rocha Vianna recebeu de uma prima o apelido de Pizindim ou Pizinguim, que significa “menino bom”. Em outra hipótes, a alcunha seria uma corruptela de “bexiguinha”, já que quando criança ele teve a face marcada por varíola. Após várias transformações, ele se tornou Pixinguinha, nome com o qual fez carreira e ficou conhecido por todo o país.
 
 
 


         O músico morreu em 1973 de problemas cardíacos, quando seria padrinho de um batizado, em pleno domingo de carnaval (17 de fevereiro), no mesmo momento em que a famosa Banda de Ipanema começava a desfilar. Ele deixou um legado de inúmeros clássicos, com arranjos e interpretações ímpares, entre eles “Carinhoso”, “Ingênuo” e “Lamento”.

Segundo informações do “Dicionário Cravo Albin da Música Brasileira”, sua mãe casou-se duas vezes e teve um total de 14 filhos. Alguns deles seguiram carreira musical e levaram Pixinguinha junto: seus irmãos Léo e Henrique o ensinaram a tocar cavaquinho, e em pouco tempo ele já acompanhava o pai nos bailes.
 
 
 


         Por volta de 1908, compôs sua primeira música, “Lata de leite”. Em 1911, começou sua trajetória artística apresentando-se no carnaval como integrante da orquestra do grupo carnavalesco Filhas da Jandira, no qual o diretor de harmonia era o seu professor, Irineu de Almeida.

Durante sua vida Pixinguinha recebeu cerca de 40 troféus e colocou o choro definitivamente entre os gêneros da música popular, mas morreu na pobreza.
 
 

 

0 comentários:

Postar um comentário