BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Dia da Língua Portuguesa e da Cultura...







Clique na imagem para ampliar



No dia 5 de maio é comemorado o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura entre os países de Língua Portuguesa. Nesta data os países do espaço lusófono procuram desenvolver atividades que promovem a Língua Portuguesa e a cultura lusófona pelo mundo. O dia 5 de maio também é conhecido como Dia da Cultura Lusófona.
Origem do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura
Em 2005 ficou dedido em Luanda, Angola, que o dia 5 de maio seria o Dia da Língua Portuguesa, mas a data só foi oficalizada em Junho de 2009 em Cabo Verde, quando os países que pertencem à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) se reuniram e chegaram a acordo no XIV Conselho de Ministros da CPLP, realizado em Junho de 2009, em Cabo Verde.

Países que Celebram o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura
O Dia da Língua Portuguesa e da Cultura é celebrado nos oito países que pertencem à Comuinidade dos Países de Língua Portuguesa: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Atrações culturais celebram Dia Mundial da Língua Portuguesa

Estação da Luz terá música, teatro e poesia para marcar reconstrução de museu dedicado ao idioma


Fonte: 

Fachada do Museu da Língua Portuguesa, antes de ser destruído em um incêndio: instituição está sendo reconstruída - Divulgação
RIO — Um idioma falado por mais de 260 milhões de pessoas no mundo merece uma data para sua celebração. Por isso, o dia 5 de maio foi instituído como Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). No Brasil, o palco da festa será a Estação da Luz, em São Paulo, que receberá entre esta quinta-feira e sábado apresentações gratuitas de música e teatro, oficinas artísticas e encontros de poesia.


As atrações servirão como um marco na recuperação do Museu da Língua Portuguesa, destruído por um incêndio em dezembro de 2015. Sua reconstrução é realizada pelo governo do estado de São Paulo, pela Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo, EDP e Itaú.

O público participará de exercícios interativos e poderá transitar por espaços que mostram a relação da língua com o ambiente urbano.

— A língua portuguesa deve ser entendida como um elemento da nossa identidade. Por isso achamos melhor fazer este evento em uma estação de trem, que é um local de encontro — explica Lúcia Basto, gerente geral de Patrimônio da Fundação Roberto Marinho. — No ano que vem, queremos realizar celebrações ainda mais abrangentes.
Para Lúcia, os principais marcos da língua portuguesa são a diversidade e a riqueza. É, segundo ela, um idioma em permanente construção, que testemunha um crescimento constante do vocabulário e diferentes nomes para objetos, dependendo da região de seu reconhecimento.

José Roberto Marinho, presidente da Fundação Roberto Marinho e vice-presidente do Grupo Globo, lembra que o Museu da Língua Portuguesa tem um acervo imaterial e sempre vivo
:
— O museu está sendo reconstruído e a nossa língua está sempre em construção. E é essa Língua viva, elemento central da nossa identidade, tanto como indivíduos quanto como membro dessa comunidade de lusoparlantes, que celebraremos nesses três dias na Estação da Luz.

Para o presidente da EDP Brasil, Miguel Setas, a língua portuguesa é um elos mais fortes entre as culturas brasileira e lusitana.
— A nossa Língua criou no espaço da lusofonia uma forma idêntica de pensar, por isso Brasil e Portugal são países tão próximos. A comemoração do Dia da Língua é também a celebração da relação entre as duas nações — ressalta.
Diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron ressalta que é importante estimular o aumento do número de leitores.

— O Museu da Língua Portuguesa representa este esforço, na medida em que trata essas questões não só de maneira direta mas também de forma lúdica, por isso o apoiamos e incentivamos todas as iniciativas perenes que se relacionam com livro, com a leitura, e com incentivo ao hábito de ler — destaca. — Esta programação no museu é muito positiva e simbólica, já que celebra a data que une os falantes do português.
José Luiz Penna, secretário estadual de Cultura de São Paulo, sublinha as particularidades do idioma.

— Uma língua com mais de 700 anos de história e partilhada por mais de 260 milhões de pessoas não precisa de mais apresentações, e sim de celebração! Uma das línguas mais nasais do mundo, o português merece mesmo a denominação de língua romântica. Os antigos gregos consideravam os sons nasais como os mais belos e sensuais de todos. Estavam certos. E como disse Fernando Pessoa: “minha pátria é a língua portuguesa.

SERVIÇO

Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – 4, 5 e 6 de maio de 2017
Estação da Luz, Praça da Luz, 1, Luz, São Paulo




0 comentários:

Postar um comentário