BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

quarta-feira, 4 de março de 2015


Assim como em diversos ramos de atuação da sociedade, no carnaval, dar oportunidade a profissionais que começaram na própria escola de samba pode dar muito certo. Apostando na ‘’prata da casa’’, a Mocidade Independente de Padre Miguel anuncia a contratação de George Louzada para o Carnaval 2016. Ele será o responsável pela coordenação da ala de passistas e toda a parte coreográfica do próximo desfile da verde e branca. 

‘’Natural de Padre Miguel’’, George Louzada ingressou na Mocidade com apenas nove anos de idade. Mais precisamente na Estrelinha, agremiação mirim, começou na ala de passistas e coreografou até a comissão de frente da escola. Já na agremiação-mãe, comandou a ala de passistas de 2010 até 2013. Dois carnavais depois, ele retorna e explica como guiará o seu trabalho.

- Tirando a comissão de frente e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, serei o responsável por toda a parte coreográfica da escola. Vou coordenar a ala de passistas, mas a Laíza Bastos e o Danyel Rodrigues continuarão fazendo a direção e me ajudando. O convite surgiu antes do carnaval passado, mas já estava comprometido com o carnaval da Beija-Flor e não poderia sair no meio. Fico muito feliz com essa oportunidade que a Mocidade está me dando. É a minha escola e farei o melhor ao lado da minha equipe – afirmou.

Aos 24 anos, George comanda o CCL – Corpo Coreográfico Louzadas -, que ensaiou alguns carros e alegorias do carnaval campeão da Beija-Flor de Nilópolis em 2015. Ainda não estão definidos quantas alas, carros e nem o número de componentes que ficarão sob a responsabilidade dele, mas os ensaios ocorrerão tanto no barracão quanto com o restante da comunidade.

- O nosso modelo de trabalho é esse. Ensaiamos sim no barracão, mas sempre estipulamos datas de ensaios junto com a comunidade. É muito importante esse convívio. O próprio rendimento do componente na Marquês de Sapucaí é bem melhor, já se acostuma com o andamento da bateria – esclarece George.  

Como o próprio citou, nada muda no estilo de trabalho da ala de passistas. Ganhadora de três premiações em 2015 (uma individual e duas coletivas), a ala terá maior responsabilidade no próximo desfile, como opina o próprio George.

- Passa a ser um compromisso ainda maior agora. Foram três prêmios (Sambanet, SRZD e Estandarte de Ouro) e independente de serem individuais ou coletivos, representam toda a ala. O próprio Gabriel Castro, que ganhou o Estandarte, diz que o prêmio é de todos. E isso é importante demais para demonstrarmos como deve ser o espírito de todos. Ele começou a desfilar na Mocidade quando assumi a direção na primeira vez e retornou agora comigo.

Com o enredo ‘’#alendaimaginação’’, que será desenvolvido por Alexandre Louzada e Edson Pereira, a Mocidade Independente de Padre Miguel buscará o sexto título de sua história em 2016.

0 comentários:

Postar um comentário