BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sexta-feira, 23 de março de 2012

CULTURA - Conhecimento...

O 125º aniversário do pintor cubista, Juan Gris ...

*CLIQUE EM CIMA IMAGEM PARA AMPLIAR

José Victoriano Gonzáles-Pérez, conhecido artísticamente como Juan Gris (Madrid, 23 de Março de 1887 - Boulogne-sur-Seine,Boulogne-Billancourt, França, 11 de Maio de 1927), foi um pintor espanhol que desenvolveu a sua actividade principalmente em Paris como um dos mestres do cubismo.
*CLIQUE EM CIMA IMAGEM PARA AMPLIAR

Primeiros Anos

O seu verdadeiro nome era José Victoriano González Péres e nasceu em Madrid a 23 de Março de 1887. Filho de um comerciante, nasceu numa familia abastada mas que foi entrando progressivamente em dificuldades económicas.


Estudou na Escola de Artes y Oficios da sus cidade natal, e durante dois anos(1904-06) no atelier do pintor de paisagens José Moreno Carbonero. Trabalhou desde muito jovem como ilustrador para diversas publicações como Blanco y Negro e Madrid Cómico, mas ganhava pouco dinheiro.

Em 1906, em parte por motivos artísticos e também para escapar ao serviço militar, Juan Gris mudou-se para Paris, onde conheceu Pablo Ruiz Picasso e Georges Braque. Instalou-se num local precário sem casa de banho no conhecido Bateau-Lavoir do bairro de Montmartre, onde viveria durante mais de uma década.
Nos primeiros anos ganhou a vida desenhando para as revistas L' Assiette au Beurre e Charivari. O Museu del Dibujo y la Ilustración de Buenos Aires tem na sua colecção várias ilustrações publicados na primeira revista citada, onde já se pode ver o que seria o seu estilo posterior. O Museu Reina Sofía dedicou uma exposição a faceta de Juan Gris como ilustrador em 2004. As suas primeiras tentativas como pintor mais ou menos cubista são de 1910-11; os seus trabalhos desta época são muito escasos em museus espanhois.

Obra cubista
marchant Henry Kahnweiler


As suas primeiras obras cubistas datam de 1912, ano em expôs no Salão dos Independentes de Paris sua homenagem a Picasso e firmou um contrato de exclusividade com o marchant Henry Kahnweiler. A sua situação económica melhorou, mas por causa da situação bélica a galeria Kahnweiler foi requisitada em 1914 e o marchant teve que exilar-se.

Durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) trabalhou em Paris, onde realizou a sua primeira exposição individual em 1919. A ausência de Kahnweiler colocou-o numa situação de precariedade, mas Gris conseguiu outras fontes de rendimento, como foi o caso da escritora Gertrude Stein, que lhe oferecia dinheiro á troca de algumas obras. Finalmente, com a permissão de Kahnweiler, gris firmou um contrato temporarário com outro marchant e retomou o seu acordo com Kahnweiler quando este voltou e conseguiu reabrir a galeria em Paris.

*CLIQUE EM CIMA IMAGEM PARA AMPLIAR

Em 1915 Juan Gris passou o Verão com Picasso em Céret, França, período em que começou a desnvolver a técnica de papel colado(formas recortadas em papel).
Entre 1922 e 1924 realizou cenografias para dois ballets de Sergei Diaghilev, Les tentations de la Bergére(As tentações da Pastora) e La colombe, continuando contudo a pintar.
Depois de 1925 utilizou sobretudo o guache e a aguarela e realizou algumas ilustrações para livros. As suas teorias pictóricas encontram-se reconhecidas em numerosos artigos e conferências.

*CLIQUE EM CIMA IMAGEM PARA AMPLIAR
 
Durante a década de 1920 a sua saúde piorou sériamente e morreu, com apenas 40 anos de idade, em Boulogne-Sur-Seine a 11 de Maio de 1927.
Grande Parte das suas pinturas são objectos, entre os quais se incluem Guitarra Y botella(1917, Museu de Arte de Filadélfia), o tableiro de xadrez(1917, Museu de Arte Moderna de Nova Iorque) e Botella y frutero(1919, Museu Thyssen-Bornemisza,Madrid). Também tratou outros temas, como mostra com El fumador(1913,Museu Thyssen-Bornemisza). Um exemplo da sua técnica de papel colado é Vasos y periódico(1914, Museu de Arte del Smith College, Northampton, Massachusetts).
Tradicionalmente mal representado nos museus espanhois, como os todos os mestres cubistas, actualmente são várias as intituições que contam com trabalhos seus. Entre elas encontram-se a Real Academia de San Fernando e o Museu Reina Sofía, que expõe várias obras cedidas pela Colecção de Arte da Telefónica.

 

 

0 comentários:

Postar um comentário