BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

segunda-feira, 2 de julho de 2012

sim. Viva a Fúria!



Desta vez não deu pra ninguém cochilar. Desta vez, a Espanha se portou como verdadeira campeã do mundo. E, com o seu famoso "Taki-Taka" posto a serviço de um jogo ofensivo e objetivo, massacrou a Itália por 4 a 0, na maior goleada já registrada em finais de Eurocopa.

A Squadra Azzurra foi valente e bem que tentou jogar de igual para igual. Houve determinados momentos em que, marcando no campo do adversário, chegou a levar perigo e a atrapalhar o refinado estilo dos espanhóis. Mas hoje "La Roja" não estava para brincadeiras, ou toquinhos para o lado.

Fez 2 a 0, no primeiro tempo e praticamente liquidou o jogo (nas chances criadas pelos italianos, brilhou a estrela do goleiraço Iker Casillas, garantindo a invencibilidade de sua meta).

Na hora do intervalo, ninguém tinha mais dúvidas de que a partida estava decidida. Obrigada a se expor, para tentar descontar a desvantagem no placar, a Itália, fatalmente, se abriria para os mortais e precisos contra-ataques da Espanha. Não deu outra.

Tarefa facilitada pela contusão de Thiago Motta, logo após entrar, na terceira e última alteração feita por Cesare Prandelle. Com onze contra onze já estava difícil, imagine com um a menos...

Se até então, nesta Euro, a Fúria ainda não tinha se mostrado tão furiosa, o fez, com enorme categoria e um show de bola na hora da verdade.

É, indiscutivelmente, a grande favorita para a Copa no Brasil. Ainda que, de vez em quando, pratique um jogo chato (na decisão, não foi o caso), sua eficiência e inquestionável.

Mano Menezes, que assistiu à final em Kiev, tem razões de sobra para estar preocupado. Mais que nunca parece uma tarefa das mais árduas vencer a Copa no Brasil....

Fonte: Blog Renato Maurício Prado

Iniesta é eleito o melhor da Euro 2012

O maestro do meio de campo da seleção espanhola (Foto: AFP)

Muitos dizem que, se não fosse pela presença de Lionel Messi no Barcelona, o espanhol Andrés Iniesta teria sido escolhido o melhor do mundo por mais de uma vez. Na Eurocopa 2012, sem o argentino, o meia deu mais um argumento aos amantes de seu futebol e conquistou mais um título individual para o currículo: o de melhor jogador da competição. Na seleção dos 23 melhores, a Espanha conseguiu emplacar dez nomes.

Apesar de não ter balançado a rede nenhuma vez na Euro, o bom desempenho de Iniesta e de toda a Fúria na final deste domingo, contra a Itália, vencida por 4 a 0, fez a diferença. Assim como em 2008 e na Copa do Mundo de 2010 (quando marcou o gol do título sobre a Holanda), Iniesta foi decisivo com passes e assistências.

“Estou satisfeito com meu desempenho. O gol não é o principal no futebol. Não jogo para ganhar a Bola de Ouro. Quero ser feliz com meu futebol. Se as pessoas valorizam o que faço, fico feliz”, disse.

Além de dez espanhóis (que não incluem Fernando Torres, artilheiro da competição), quatro italianos fazem parte da lista. O atacante Cristiano Ronaldo, de Portugal, foi um dos escolhidos. Veja a lista com os 23 eleitos pela Uefa à seleção da Eurocopa 2012:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Itália), Iker Casillas (Espanha) e Manuel Neuer (Alemanha).

Defensores: Gerard Piqué (Espanha), Fábio Coentrão (Portugal), Philipp Lahm (Alemanha),Pepe (Portugal), Sergio Ramos (Espanha) e Jordi Alba (Espanha).

Meio-campistas: Daniele de Rossi (Itália), Steven Gerrard (Inglaterra), Xavi Hernández (Espanha), Andrés Iniesta (Espanha), Sami Khedira (Alemanha), Sergio Busquets (Espanha), Mesut Özil (Alemanha), Andrea Pirlo (Itália), Xabi Alonso (Espanha) e David Silva (Espanha).

Atacantes: Mario Balotelli (Itália), Cesc Fàbregas (Espanha), Cristiano Ronaldo (Portugal) e Zlatan Ibrahimovic (Suécia).


Fonte: Por ESPN.com.br

0 comentários:

Postar um comentário