BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sábado, 9 de junho de 2012

Reflexão...

ÉTICA DE VERDADE. ACADÊMICOS!



O homem é bicho esquisito e desde que adquiriu a capacidade de pensar, tem em mente uma pergunta recorrente: quem somos, afinal? Seres evoluídos talvez responda a maioria, mas olhando bem e perto certos comportamentos do indivíduo, é possível levantar questões muito pertinentes sobre o que a humanidade entende por evolução.

Há a aceitação hoje, com a maior facilidade, de algo de pernicioso que chamo de ética da conveniência. É bom aquilo que me favorece, o que não me favorece considero ruim. Em vez de termos valores de convivência que sejam mais sólidos, menos superficiais, portanto, menos cínicos. Há uma hipocrisia muito grande que leva a esquecer que ética não é cosmética. Não é efeito de fachada. E nesta hora a gente tem sempre que lembrar o que o Corpo de Bombeiros nos alerta: nenhum incêndio começa grande, mas com uma faísca, fagulha, disparo. No campo da ética o apodrecimento dos valores éticos positivos se inicia também com pequenos delitos, infrações, aceitações.

A concepção de ética está diretamente relacionada à conduta humana, e suas condições a caráter de comportamento. Neste sentido, a visão do ético fundamenta-se em muitos aspectos da vida humana, segmentados pela prática da busca pelo bom modo de viver e agir. Logo um acadêmico deve ter consciência de sua responsabilidade, convivência amigável e a ética a ser praticada. Agindo de maneira correta, será um cidadão honesto consigo e com outros, pois a ética estará fazendo parte de seu ambiente acadêmico, educacional, profissional e individual.

0 comentários:

Postar um comentário