BLOG CARLOS RIBEIRO

BLOG CARLOS RIBEIRO

sábado, 30 de junho de 2012

 

Os sem religião e os 'sem igreja'





O crescimento dos sem-religião no Brasil, constatado pelo Censo do IBGE, é resultado também de um fenômeno sociológico, em que o brasileiro está mais consciente do que significa professar um credo religioso, e não mais aceita o rótulo religioso dado pelos pais. A opinião é do pastor protestante Ariovaldo Ramos, um dos líderes da Aliança Evangélica e presidente da ONG Visão Mundial.

-- O brasileiro tem cada vez mais clareza do que é engajamento religioso e o que não é. Antes a pessoa dizia automaticamente sua religião, com base na experiência dos pais. Com o crescimento da presença evangélica na mídia e nas redes sociais, começou a ficar mais claro o que é ter uma religião -- explica Ariovaldo, formado em teologia na Faculdade Metodista Livre e presbítero da Comunidade Cristã Reformada, em São Paulo.

O teólogo constata também que, a despeito do crescimento dos evangélicos, ocorre dentro do chamado movimento neopentecostal (um segmento evangélico) "uma debandada de gente que se considera cristão evangélico, mas sem igreja". Para Ariovaldo, esses "novos evangélicos" romperam com as instituições e colaboram para o crescimento de grupos religiosos caseiros, ainda não detectados pelo novo Censo.

Fonte: Jorge Antonio Barros

0 comentários:

Postar um comentário